sábado, 11 de fevereiro de 2012

Luto


Saudade, do dia distante que rimos juntas, das conversas que tivemos, das experiências que só tiveram nexo pois você estava lá. Arrependimento pelas palavras gentis que deixei de dizer, por não ter te beijado, te dito que eras importante, mesmo sabendo que você sabia disso. Que vontade de voltar o tempo, segurar tua mão e lhe dizer que não tivesse medo pois depois da breve agonia, você iria para seu verdadeiro lar. O tempo passou depressa demais. Saudade tia Tê!
Postar um comentário