domingo, 27 de janeiro de 2013

Pranto de Santa Maria



 Santa Maria chora.
Oh lágrimas dolorosas
E agora?
O mundo ao avistar a Santa
Também veste a negra manta
Os morros calados ao longe
Abraçam-na em espanto
Ante o emudecer dos lábios o canto

Santa Maria chora sem consolo
A nuvem ácida que murchou-lhe as flores
o calor febril que teceu-lhe em dores

Santa Maria chora os filhos,
Chora os pais, chora as moças
Os quartos vazios
A lacuna
Soluçam em coro as tantas mães Marias

Um estileto negro jaz no chão chamuscado
testemunha da pressa da Cinderela às avessas
Picaretas, machados, romperam a parede
aos que tentavam aplacar das chamas a sede
Um buraco, em desespero rasgado, atravessa
Para o lado dos que já se tornaram alados

Santa Maria chora
Os filhos alegres agora heróis
a triste memória dos que ficam
(Soluça)

Santa Maria ontem se alegrava
com os que se alegram
Hoje, Santa Maria chora
com os que choram

Santa Maria chora
(...)



Postar um comentário